logo_5.jpg

V CONFISMAT

O Ensino e a Pesquisa no

Contexto Amazônico

DETALHES DO EVENTO

Palestra 11

Data: 27 de agosto
Hora de início: 08:00

Palestrante: Prof. Dr.  Eder Pires de Camargo (UNESP)

Tema: O ensino de Física para alunos com deficiência visual

 

O  teorizar a partir da não-linearidade e do encontro com o inesperado.  O  surpreender-se no escuro, som, cheiro e gosto. Não seria fácil assumir que a luz tem valor cultural hegemônico e lhe atormenta o espírito. Eder, socialmente vidente aos 9 anos, perderia a visão aos 37. Estrangeiro, sintetiza esse perceber. Mostra, de um lado, o notar de alguém que caminha por estruturas sociais visocentristas. De outro, o transpassar dessas estruturas por seu corpo físico e alma. Estrangeiro, revela a súplica do autor em entender e se fazer entendido, indica que o caminho da superação da hegemonia é a alternativa para a construção de relações sociais não-excludentes.

O  sétimo livro de Eder Pires de Camargo  atinge um objetivo central: expor as mais variadas nuances da vida de um homem que orgulha-se de ser cego e de ter chegado à livre-docência em ensino de Física, sem utilizar a visão.

eder.gif

É Livre Docente em ensino de Física pela Universidade Estadual Paulista, Júlio de Mesquita Filho, Campus de Ilha Solteira (2016) e Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2005). Possui graduação em Licenciatura em Física (1995), mestrado em Educação para a Ciência (2000) e Pós-doutorado (2006) pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Campus de Bauru. É Docente do Departamento de Física e Química da UNESP de Ilha Solteira. É credenciado junto aos programas de Pós-graduação em Educação para a Ciência da Faculdade de Ciências da UNESP de Bauru e Interunidades em Ensino de Ciências, Área de Concentração: Ensino de Física, da Universidade de São Paulo (USP) Zona Leste. Orienta trabalhos relacionados ao ensino de ciências e à inclusão de alunos público-alvo da Educação Especial. Na graduação, leciona disciplinas tanto para os cursos de Licenciatura em Física, Matemática e Biologia, bem como, para os cursos de Engenharia. Na pós-graduação, leciona disciplinas relacionadas à inclusão escolar de alunos com deficiências. Coordena o grupo de pesquisa Ensino de Ciências e Inclusão Escolar (www2.fc.unesp.br/encine). É sócio efetivo da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC) e da Sociedade Brasileira de Física (SBF). Tem experiência no campo da Educação, com ênfase em Ensino de Ciências, atuando principalmente no tema: ensino de física para alunos com deficiência visual.